quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Destruindo e reconstruindo.


Sou convidado a ir a Guncan-Gima, onde existe um templo zen-budista. Quando chego lá, fico surpreso: a belíssima estrutura está situada no meio de uma imensa floresta, mas com um gigantesco terreno baldio ao lado. Pergunto a razão daquele terreno, e o encarregado explica:

-É o local da próxima construção. A cada vinte anos, destruímos este templo que você está vendo, e o reconstruímos ao lado. “Desta maneira, os monges carpinteiros, pedreiros e arquitetos, tem possibilidade de estar sempre exercendo suas habilidades, e ensiná-las - na prática - aos seus aprendizes.

Mostramos também que nada na vida é eterno - e até mesmo os templos estão num processo de constante aperfeiçoamento.”


Lição de vida... não é mesmo?

2 comentários:

Anónimo disse...

Ainda que, para a ocidental mentalidade em que nos encontramos inseridos, esta actuação aqui descrita possa parecer idiota e típica de "quem não tem mais nada que fazer.." sob um outro ponto de vista tem tanto de salutar como de inteligente. Habituámo-nos a tomar tudo por adquirido, para a vida, e até para a eternidade. Assim, reagimos, por vezes, menos positivamente a certos obras do passado, sejam elas da pré-história ou de outras épocas mais recentes por terem sucumbido... Ou, então, com a situação actual mundial. Tudo se nos afigura como a ruir: economia, política, hábitos de vida, empregos, conceitos, filosofias, mentalidades...Deitamos as mãos à cabeça, bradamos aos céus, achamos bodes expiatórios...
Que bela lição esta que nos é dada neste texto. O transitório da vida. O efémero...
Gostei muito.
Obrigada António por ir partilhando tanta sabedoria ignorada e ou esquecida por nós comuns mortais.
Baguera

Caçadora de Emoções disse...

Mestre,
A vida é uma aprendizagem constante, e as coisas são eternas enquanto duram... É preciso estar atento aos sinais, e as mudanças nunca são pacíficas. Há-que ir mais além a nível espiritual, evoluirmos. Sinto-me muito no início, mas não me falta vontade.
Uma excelente "Post", que nos leva a reflectir.
Desejo-lhe um fim-de-semana com muita serenidade.

Abraço grande e um sorriso :)