terça-feira, 7 de outubro de 2008

Nunca é demais chamar à atenção.


Temos 159 espécies em risco de extinção

“Fazem companhia ao lince ibérico mais 11 mamíferos, 38 espécies de peixes e caracóis da Madeira e Açores.
Em Portugal existem 159 espécies em risco de extinção, entre as quais o lince ibérico e caracóis da Madeira e dos Açores, segundo a Lista Vermelha divulgada ontem pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).
Na edição de 2008 da Lista Vermelha das espécies ameaçadas, Portugal aparece com 159 espécies em risco de extinção. A maior parte refere-se a 67 espécies de caracóis da Madeira e dos Açores. A seguir vêm 38 espécies de peixes e um total de 11 mamíferos, entre eles o lince ibérico.
Em artigo a publicar esta semana na revista Science, os especialistas internacionais sublinham que 188 mamíferos estão integrados na categoria de ameaça máxima, em “perigo crítico de extinção”, incluindo o lince ibérico, cuja população “é de apenas 84 a 143 adultos”.
O “declínio contínuo da população” de linces, considerado actualmente o felídeo mais ameaçado da Europa, deve-se, segundo a UICN, à “escassez da sua principal presa, o coelho europeu”.
O mesmo estudo adianta que metade das espécies de mamíferos em todo o Mundo está em declínio e uma em cada três encontra-se ameaçada de extinção.
De acordo com a Lista Vermelha da UICN, há 1141 mamíferos em risco de extinção, o que equivale a cerca de 21 por cento das 5487 espécies conhecidas.
Realizado por mais de 1800 cientistas de mais de 130 países, o documento lembra que “centenas de espécies podem desaparecer” nos próximos anos devido ao impacto do Homem nos ecossistemas destes animais.”

In: Jornal “Global” de 7 de Outubro de 2008

1 comentário:

filomeno2006 disse...

El lince ibérico.....¿Tan astuto como la raposa gallega?