quinta-feira, 9 de abril de 2009

O Tempo e a Vida



Que bom ter o relógio adiantado!...
A gente assim, por saber
Que tem sempre tempo a mais,
Não se rala nem se apressa.
O meu sorriso de troça,
Amigos,
Quando vejo o meu relógio
Com três quartos de hora a mais!...
Tic-tac... Tic-tac...
(Lá pensa ele
Que é já o fim dos meus dias)
Tic-tac...
(Como eu rio, cá p´ra dentro,
De esta coisa divertida:
Ele a julgar que é já o resto
E eu a saber que tenho sempre mais
Três quartos de hora de vida).

Sebastião da Gama, "Serra-Mãe"

PS - Votos de Boa Páscoa!...

3 comentários:

Caçadora de Emoções disse...

Mestre,

Uma doce Páscoa também para si...

Abraço com amizade :)

BatRitinha disse...

Amigo Serra, como este poema explica bem a ilusão de ter tempo a mais, e que é tão bom!!! Obrigada por este bocadinho! Beijinhos, Rita

Peter Pan disse...

Fabuloso Amigo:
Um belo e mágico instante poético.
Que maravilha quem aqui passa.
Feito com a sua admirável Alma de "confeccionar" versos geniais.
Bem-Haja!
Abraço de amizade, respeito e imensa estima.

p.p./Pena

Extraordinário!