quarta-feira, 17 de junho de 2009

Bolos de Painço.



Um dos grandes barões do Japão ocidental foi visitar o Mestre zen Hakuin e pedir instrução. Acontece que uma aldeã tinha trazido alguns bolos de painço para o mestre exactamente ao mesmo tempo. Hakuin pegou imediatamente nos bolos e ofereceu-os ao barão.
Acostumado a alimentação opulenta, o barão nunca comera painço. Não foi capaz de comer dos bolos simples da camponesa.
Observando isso, Hakuin repreendeu o barão dizendo:
“- Força-te a comer; conhecerás assim a miséria da gente comum. O meu ensino não é senão isto”.

Retirado do livro: “Novos Contos Zen” – Thomas Cleary (pag. 36) – Editorial Presença.

3 comentários:

Teresa Conceição disse...

Grande ensinamento!

Bjs
Teresa

Mariz disse...

Salvé amigo

E assim e Zen ficamos, aprendendo!
Muto eu gostava de conhecer esse pão..não por e debruçar da opulência,mas porque sou louca por bolos....
mas como peso menos de 50kg...o que quer dizer que naõ abuso - nada que uma alma no Caminho não possa fazer!

Abraço meu
Sempre...
Mariz

F3lixP disse...

E que grande lição a que já me obriguei! é com alegria que agradeço a formususra alimentícia de cada dia! Ontem foi gula até, ainda me sinto ressalvas! lol
Abraço