segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Bonecos.


Eis aqui a história do monge Zen Hotan.Hotan ouvia as preleções de um mestre. Na estréia das palestras, a assistência foi numerosa mas, a pouco e pouco, nos dias seguinte, a sala se esvaziou; até que, um dia, Hotan ficou só na sala com o mestre. E este lhe disse:- Não posso fazer uma conferência só para ti; de mais a mais, estou cansado.Hotan prometeu voltar no outro dia com muita gente. Nesse dia porém, voltou só. Não obstante, disse ao mestre:- Podeis fazer a conferência hoje, porque eu trouxe numerosa companhia! Hotan trouxera bonequinhas, que espalhara pela sala. Disse-lhe o mestre:- Mas são apenas bonecas! - Com efeito, - respondeu-lhe Hotan. - mas todas as pessoas que aqui vieram não são mais do que bonecas, pois não compreendem patavina dos vossos ensinamentos. Só eu lhes compreendi a profundeza e a verdade. Mesmo que muita gente tivesse vindo, serviria tão-somente de enchimento, decoração, vazio sem fundo...

1 comentário:

São disse...

Pois concordo!
e o que importa mesmo é a qulidade, não a quantidade.
Boa noite.