segunda-feira, 5 de abril de 2010

Pôr-do-sol


Porquê gostamos tanto do pôr-do-sol? Porque ele nos leva para além da dimensão física. Sentimos que o tempo pára e entendemos o que significa a eternidade. Ele acorda a sua espiritualidade adormecida. Quando tiver uma oportunidade, sente-se em frente do pôr-do-sol e relaxe. Não analise. Apenas observe e deixe que os sentimentos profundos de paz surjam.
Brahma Kumaris

5 comentários:

RETIRO do ÉDEN disse...

Adoro o nascer e pôr-do-Sol.
Sempre que me é oportuno...fico atenta.
Forte abraço
Mer

Multiolhares disse...

Por vezes medito na praia ao por do sol, e a paz acontece
beijitos

São disse...

Gosto do nascer do Sol, mas ainda aprecio mais o crepúsculo.

Um abraço.

Mariz disse...

Salvé meu amigo

Vinha visitar-te, ainda nos rescaldos desta quadra, mas tu antecipaste-te. Grata por sempre voltares lá.
Quanto a este pensamento, revi o aprendi na minha antiga "escola"...foi aí que recebi o que sei hoje...e não nas raízes católicas que me impingiram em menina e me levou erroneamente á idade adulta até a momento de me libertar - quando realmente "despertei".

Há uma prática milenar que é:
olhar para o pôr do sol, descalços na terra, sentindo-nos envolvidos por aquela luz - diferente de tantas outras - e depois,
deixar o nosso pensamento focalizado nos melhores votos/desejos para mundo...e humanidade e visualizar isso.
Nesse 1/4 de hora do pôr do sol, se assim o fizermos, qualquer cura, também nos chega por acréscimo e o conhecimento de nós fica mais acentuado.

Espero que tivesses passado uma santa Páscoa, em alegria.

Abraço-te no pôr do sol...
Sempre...
Mariz

Maria José disse...

O pôr do sol é sempre maravilhoso, mas a sua côr num campo outonal do Alentejo é um fenómeno inesquecível.
Um beijinho