quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Ajuda


Um menino pequeno estava se esforçando para mover um pesado armário, mas o móvel não cedia. Ele empurrava e puxava com toda sua força, mas não conseguia movê-lo nenhum centímetro. O pai, que ali chegava, parou para observar os esforços vãos do filho. Finalmente perguntou:
"Filho, está usando toda a sua força?"

"Sim, estou!" gritou o garoto, exasperado.

"Não", disse calmamente o pai, "você não está. Não me pediu para ajudá-lo.

1 comentário:

Professora Lu disse...

Ando num desleixo tremendo. Minha vida não anda, corre freneticamente, e com isso me perco e sem que eu me perceba acabo deixando de lado as pessoas que aprendi a admirar e ter um carinho especial. Perdoe-me a ausência...
Lindo texto, realmente muitas vezes a nossa maior força é saber quando pedir ajuda....
Um beijo grande,
Lu