quinta-feira, 3 de outubro de 2013

40 Minutos de prática à Chinesa.



Durante a minha experiência de alguns anos com professores chineses nunca me foi dito que não podia parar ou baixar os braços durante a prática.
40 minutos de postura da árvore poderiam ser o objectivo principal mas nesses quarenta minutos está implícito parar, baixar os braços, beber um chá, sacudir o corpo ou caminhar pela sala.
Com o passar do tempo esses 40 minutos em que tudo é possível fazer mas em que o foco é a prática da postura tornam-se efectivamente 40 minutos ininterruptos e transformadores.
Ao passo que 40 minutos em que só é possível praticar a postura levam-nos a querer praticar tudo menos a postura. E dificilmente chegaremos aos 40 minutos de prática porque entretanto optamos por uma outra prática mais adaptada às nossas circunstâncias.
Retirado dehttp://devagar.org (Lourenço Azevedo)

Sem comentários: